2- Famílias de Minas Gerais, os “”Rodrigues da Costa”” e os “Souza Teixeira” do Januário José de Souza e do José Rodrigues da Costa – Pioneiros e Desbravadores de Franca-SP, com muitos netos casados na Família da MADRINHA DA SERRA

HISTÓRIA DE PORTUGUESES NO BRASIL

HISTÓRIA DE PORTUGUESES DO BRASIL

Este site é sobre a Madrinha da Serra.

http://www.madrinhadaserra.com

5 Bisnetos da Madrinha da Serra casados com 5 irmãos MONTEIRO DE ARAUJO foram para Penápolis-SP e são estudados neste site.

JOÃO MONTEIRO DE ARAÚJO, (1820-1900),  casou 5 filhos, com 5 bisnetos da MADRINHA DA SERRA

Antônio c/c Mariana

João c/c Lauriana

Pedro c/c Ana Augusta

Carlos c/c Maria do Carmo

Ester c/c Joaquim

Estes casais MONTEIRO DE ARAÚJO-NUNES DE SOUZA foram para Penápolis-SP

A MADRINHA DA SERRA TEVE, COM ANTONIO ALVES FERREIRA, entre outros, a filha LAURIANA ESMÉRIA FERREIRA que se casou com o Tenente Albino Nunes da Silva e tiveram entre outros:

A Custodia Nunes, neta da Madrinha da Serra, que se casou com José Joaquim José Rodrigues de Souza.

Este casal teve 5 filhos casados com 5 irmãos MONTEIRO DE ARAUJO.

Estes 5 filhos da Custódia Nunes são bisnetos da madrinha da Serra.

AQUI ESTUDAMOS NESTA PÁGINA A GENEALOGIA DO JOSÉ JOAQUIM RODRIGUE DA COSTA, PAI DESTES 5 IRMÃOS QUE FORAM PARA PENÁPOLIS-SP, bisnetos da MADRINHA DA SERRA.

FORAM: Ana Augusta, Mariana, Maria do Carmo, Joaquim e Lauriana. ESTES SE CASARAM COM 5 IRMÃOS MONTEIRO DE ARAUJO E TIVERAM EXTENSAS FAMILIAS EM PENAPOLIS-SP ONDE FORAM PIONEIROS.

O José Joaquim Rodrigues de Souza, marido da Custodia Nunes, é filho do JOÃO JOSÉ DE SOUZA COSTA cuja genealogia é esta:

GENEALOGIA QUE CHEGA COM O MAIOR E MÁXIMO ORGULHO  aos bandeirantes e primeiros povoadores de São Paulo. É descendente do Bandeirante Aleixo Leme.

Antepassados de joao jose de souza costa

João José de Souza Costa foi casado com sua prima em primeiro grau a MARIANA Cândida DA TRINDADE,  portanto parte da genealogia do João José é a mesma de sua esposa.

Aqui ele no mapa de população de Franca-SP 1829

João José de Souza Costa é filho de JANUARIO JOSE DE SOUZA e Ana Luíza do Espírito Santo.

MARIANA CANDIDA DA TRINDADE É FILHA DE ANTONIO RODRIGUES DA COSTA E MARIA DA TRINDADE.

Este Antônio Rodrigues da Costa é irmão de Ana Luíza do Espírito Santo, portanto, JOÃO JOSÉ e sua esposa MARIANA SÃO PRIMOS EM PRIMEIRO GRAU.

É POR ISTO QUE ESTA PAGINA TAMBEM FALA DOS RODRIGUES DA COSTA.

clica que fica grande

A imensa genealogia de Maria do Carmo de Souza casada com Carlos Justino Monteiro

Antepassados de maria do carmo de monteiro souza

clica que fica grande

GE DIGITAL CAMERA

R: 168 G: 255 B: 148 X: 382 Y: 375 S: 0 Z: 228 F: 228

a

aa

a

NÓS SOUZA TEIXEIRA (Fulano, Beltrano, Ciclano José de Souza, etc) somos do Concelho de Marco de Canaveses em Portugal.

Terra portanto da cantora Carmem Miranda.

a

a

francisco de souza teixeira origem

a

a

a

a

januario jose piou

a

a

Há dúvida se esta Beatriz seja a mesma.

beatriz pinheira

a

a

a

Batismo em Piui-MG de um neto de vovô FRANCISCO DE SOUZA TEIXEIRA, donde se declara que o vovô veio do Concelho de Marco de Canaveses em Portugal, na época , chamado apenas de Concelho de Canavezes. (hoje se escreve com S).

Como padrinho aparece vovô e vovó Januário (tio da criança) e Ana Luiza.

“”””””””Aos vinte e sete dias do mês de novembro de mil oitocentos e um, batizei e pus os santos óleos a Francisco párvolo nascido a dezesseis do dito mês filho legítimo de Francisco José de Souza e de Anna Rosa de São José neto pela parte paterna de Francisco de Souza Teixeira natural de Canavezes, e de Rosa Maria de Jesus natural de Ouro Branco (MG), e pela materna de Pedro José da Costa natural da Ilha do Pico e de Rozalia de Bitancur natural da Vila de Queluz (Conselheiro Lafaiete-MG) Forão Padrinhos Januário José de Souza casado, e sua mulher Anna Luiza do Espírito Santo todos desta freguesia para Constar fiz este assento O Vigário Vicento Igndo da S a.”””””””””””””””””””””””””

a

a

a

Resta saber de qual das freguesias do Concelho de Marco de Canaveses vovô FRANCISCO DE SOUZA TEIXEIRA veio.

Fica bem difícil procurar uma por uma das 35 freguesias de Marco de Canavezes, cada uma com seu livro paroquial em tombo.pt

Mais fácil procurar o casamento em Ouro Branco-MG, Itatiaia-MG ou Conselheiro Lafaiete-MG.

As 35 freguesias de Marco de Canaveses são:

Freguesias
Aliviada 19
Alpendurada e Matos 138
Ariz 67
Avessadas 116
Banho e Carvalhosa 97
Carvalhosa 110
Constance 104
Favões 41
Folhada 67
Fornos 117
Freixo 84
Magrelos 31
Manhuncelos 66
Matos 14
Maureles 106
Paços de Gaiolo 189
Paredes de Viadores 138
Penha Longa 133
Rio de Galinhas 62
Rosem 162
Sande 162
Santo Isidoro 107
São Lourenço do Douro 71
São Nicolau 14
Soalhães 152
Sobretâmega 101
Tabuado 122
Torrão 149
Toutosa 104
Tuias 118
Várzea da Ovelha 66
Várzea da Ovelha e Aliviada 66
Várzea do Douro 163
Vila Boa de Quires 190
Vila Boa do Bispo 14

Aqui vamos estudar os antepassados paternos dos filhos de CUSTÓDIA NUNES (de Souza), também dita CUSTÓDIA MARIA DE JESUS.

Custódia por parte de sua mãe LAURIANA ESMÉRIA FERREIRA, é neta da MADRINHA DA SERRA.

O marido de Custódia, JOAQUIM JOSÉ Rodrigues de SOUZA também pertence à famílias nobres e importantes de Franca-SP, de Minas Gerais e do Mato Grosso do Sul.

No estudo dos netos da Madrinha da Serra damos destaque aos descendentes da Custódia Nunes que teve 5 filhos casados na Família Monteiro de Araújo, FAMÍLIA pioneira e fazendeira em Penápolis-SP.

Esses filhos de Joaquim José de Souza (BISNETOS DA MADRINHA DA SERRA, portanto,  descendem das importantes famílias SOUZA TEIXEIRA e RODRIGUES DA COSTA.

A FAMÍLIA SOUZA TEIXEIRA que se uniu à família da MADRINHA DA SERRA – Origem dos NUNES DE SOUZA de Penápolis-SP:

Francisco de Souza Teixeira natural de Marco de Canaveses-Portugal, (c/c Rosa Maria de Jesus natural de Ouro Branco-MG), é o pai de:

JANUÁRIO JOSÉ DE SOUZA, (c/c Ana Luísa do Espírito Santo), é pai de:

João José de Souza Costa, (CASADO COM SUA PRIMA, a Mariana Cândida da Trindade), é pai de:

Joaquim José Rodrigues de Souza, (c/c Custódia Nunes, também chamada Custódia Maria de Jesus, neta da Madrinha da Serra),  é pai de:

 de BISNETOS DA MADRINHA DA SERRA de sobrenome NUNES DE SOUZA, 5 deles casados com 5 irmãos da família Monteiro de Araujo.

Nós seguimos, com detalhes, um filha do Joaquim José e Custódia, a MARIA DO CARMO DE SOUZA, bisneta da Madrinha da Serra, e, filha do Joaquim José Rodrigues de Souza.

Estes  5 irmãos NUNES DE SOUZA foram para Penápolis-SP, onde foram pioneiros e desbravadores, e, estão na página inicial deste site:

www.madrinhadaserra.com  

Em breve, nesta página,  notícia sobre o livro “A SAGA DOS RODRIGUES”  que conta a vida de nós RODRIGUES DA COSTA desbravando o Mato Grosso do Sul.

A FAMÍLIA RODRIGUES DA COSTA que se uniu, POR DUAS VEZES,  à família da MADRINHA DA SERRA:

Aqui, a primeira Genealogia, vinda através da Ana Luísa do Espírito Santo:

Atenção com homônimos – Existiram muitos Antônio Rodrigues da Costa.

rodrigues da costa piui

José Rodrigues da Costa, (c/c Antônia do Espírito Santo), é o pai de:

Antônio Rodrigues da Costa, (c/c Catarina Rosa (Maria) de Jesus, é o pai de:

Ana Luísa do Espírito Santo, (c/c Januário José de Souza- o velho), é a mãe de:

JOÃO JOSÉ DE SOUZA COSTA, (c/c sua prima em primeiro grau, a MARIANA CÂNDIDA DA TRINDADE), é o pai de:

Joaquim José Rodrigues de Souza, (c/c a neta da MADRINHA DA SERRA, a Custódia Nunes de Souza (de Jesus), é o pai de:

Os irmãos Nunes de Souza, pioneiros em Penápolis-SP, estudados na página inicial deste site.

5 irmãos Nunes de Souza se casaram com 5 irmãos Monteiro de Araújo.

Antepassados de ANA LUIZA DO ESPIRITO SANTO e de seu irmão ANTONIO RODRIGUES DA COSTA:

PAIS:
6.- Guarda-Mor Antônio Rodrigues da Costa, nascido por volta de 1740 em Queluz (Conselheiro Lafaiete-MG), casado por volta de 1764 com
7.- Catarina Rosa Maria, nascida por volta de 1745, em Itaverava-MG


Avós paternos da Ana Luísa do Espírito Santo
12.- Capitão José Rodrigues da Costa, nascido por volta de 1717 na freguesia de São Bartolomeu de Xarneca, Patriarcado de Lisboa, casado com
13.- Antônia do Espirito Santo, nascida por volta de 1718, na freguesia da Candelária, Rio de Janeiro.


Avós maternos da Ana Luísa do Espírito Santo
14.- Jorge Annude, nascido por volta de 1710/15, no Reino da Grécia, cidade de Tessalônica, Freguesia de Santo Atanásio, casado com
15.– Beatriz Pinheiro da Guerra, nascida por volta de 1720, na Vila de Santos


Bisavós paternos da Ana Luísa do Espírito Santo
24.- Antônio Rodrigues, nascido por volta de 1680/85, na freguesia de São Bartolomeu de Xarneca, Patriarcado de Lisboa, casado com
25.- Ana Maria (da Costa?), nascida por volta de 1685/90, na Freguesia dos Olivais ou Santa Engrácia, Patriarcado de Lisboa
26.- Matheus Pereira Dutra, nascido por volta de 1680/5, na Freguesia de São Salvador, Vila de Horta, Bispado de Angra, Ilha do Faial, casado com
27.- Ana da Silva Pinheiro, nascida por volta de 1690, na Freguesia da Candelária ou da Sé, Rio de Janeiro.

BISAVÓS MATERNOS da Ana Luísa do Espírito Santo POR PARTE DE BEATRIZ

a

Beatriz Pinheira da Guerra é filha de Manoel Cardoso da Guerra  com Catarina Vieira Pedrosa.
Manoel Cardoso da Guerra é filho de Pedro Leme da Guerra com Beatriz Pinheira.
Catarina Vieira Pedrosa é filha de João Batista Pedroso com Maria Alves de Abreu
Pedro Leme da Guerra é filho de Francisco Rodrigues da Guerra com Lucrecia Leme do Prado
João Batista Pedroso é filho de Antonio Alvares Pedroso com Ana Rodrigues de Niza

Maria Alves de Abreu é filha de Manoel Alves de Abreu com Ana João

Beatriz Pinheira da Guerra. obito em 18.09.1807

Beatriz Pinheira

Batismo de Roza e Joao netos de Beatriz Pinheiro da Guerra e Jorgl

O Câmara nos mandou esta genealogia>

1.- Francisco Xavier Gularte(FILHO), nascido em 1790, em Piui. Foi casado com Leonor da Assumpção (Gonçalves de Mello), em Piui aos 19 de junho de 1823.
Pais de Francisco Xavier Gularte (Filho):
2. Francisco Xavier Gularte, nascido por volta de 1760, em Piui ou Prados (ainda não consegui avançar nesse ramo- FIM DE LINHA). Casado por volta de 1780 em Piui com:
3.- Rosa Joaquina de São José (ou de Jesus, em alguns assentos), nascida aos 20 de Novembro de 1766, em Itaverava, batizada na Matriz de Santo Antônio de Ouro Branco

a

a

Pais de Rosa Joaquina de São José, ou de Jesus que é IRMÃ DE NOSSA AVÓ ANA LUIZA DO ESPIRITO SANTO e de nosso avô ANTONIO RODRIGUES DA COSTA FILHO. Ver acima que Ana e Antônio são irmãos.
6.- Guarda-Mor Antônio Rodrigues da Costa, nascido por volta de 1740 em Queluz (Conselheiro Lafaiete-MG), casado por volta de 1764 com
7.- Catarina Rosa Maria, nascida por volta de 1745, em Itaverava-MG

a

a
Avós paternos de Rosa
12.- Capitão José Rodrigues da Costa, nascido por volta de 1717 na freguesia de São Bartolomeu de Xarneca, Patriarcado de Lisboa, casado com
13.- Antônia do Espirito Santo, nascida por volta de 1718, na freguesia da Candelária, Rio de Janeiro.

a

a
Avós maternos de Rosa, Ana e Antônio.
14.- Jorge Anude, nascido por volta de 1710/15, no Reino da Grécia, cidade de Tessalônica, Freguesia de Santo Atanásio, casado com
15.- Beatriz Pinheiro da Guerra, nascida por volta de 1720, na Vila de Santos, e falecida em 1807 em Santo Antonio de Itaverava-MG, ver óbito abaixo.


Bisavós paternos de Rosa, Ana e Antônio.
24.- Antônio Rodrigues, nascido por volta de 1680/85, na freguesia de São Bartolomeu de Xarneca, Patriarcado de Lisboa, casado com
25.- Ana Maria (da Costa?), nascida por volta de 1685/90, na Freguesia dos Olivais ou Santa Engrácia, Patriarcado de Lisboa
26.- Matheus Pereira Dutra, nascido por volta de 1680/5, na Freguesia de São Salvador, Vila de Horta, Bispado de Angra, Ilha do Faial, casado com
27.- Ana da Silva Pinheiro, nascida por volta de 1690, na Freguesia da Candelária ou da Sé, Rio de Janeiro.

a

a

a

Óbito de Beatriz Pinheira da Guerra em 18.09.1807 –

esposa de Jorge Anuda  –

obito beatriz foto

Transcrição ( Lincoln Vale )

Aos dezoito dias do mês de Setembro de mil oitocentos e sete anos, faleceu da vida presente com todos os Sacramentos  Beatriz Pinheira da Guerra, branca viúva que ficou de Jorge Anuda, natural da cidade de São Paulo, de idade de noventa anos: foi encomendada, acompanhada pelo Reverendo Paroco e por mais dois Reverendos Sacerdotes, e pela Irmandade do Santíssimo Sacramento São José e Rozário, involta em hábito de Nossa Senhora do Monte do Carmo, de quem era Irmã professa, e sepultada dentro desta Matriz da Itaverava, Sepultura do Santíssimo, de que fiz este assento.

O Coadjutor Bento Jozé Alves Anuda 

(OBS: este padre era seu filho)

a

a

a

a

a

AQUI NO INVENTÁRIO DE BENS EM 1875, tem os filhos do JOÃO JOSÉ DE SOUZA COSTA, que é pai do Joaquim José Rodrigues de Souza, acima, que foi casado com Custódia Nunes (Neta da Madrinha da Serra):

e Joaquim José (Rodrigues) de Souza e Custódia Nunes (de Jesus) são os pais dos 5 Nunes de Souza que se casaram com 5 Monteiro de Araujo.

R: 175 G: 255 B: 122 X: 315 Y: 474 S: 0 Z: 226 F: 226

R: 175 G: 255 B: 122 X: 315 Y: 474 S: 0 Z: 226 F: 226

Aqui, a segunda Genealogia, vinda através de Antônio Rodrigues da Costa, o Filho:

José Rodrigues da Costa, (c/c Antônia do Espírito Santo), é o pai de:

Antônio Rodrigues da Costa (o pai), (c/c Catarina Rosa (Maria) de Jesus, é o pai de:

Antônio Rodrigues da Costa, (o filho), (c/c Maria da Trindade), é o pai de:

Mariana Cândida da Trindade, (c/c João José de Souza Costa, seu primo em primeiro grau), é a mãe de:

Joaquim José Rodrigues de Souza, (c/c a neta da MADRINHA DA SERRA, a Custódia Nunes de Souza (de Jesus), é o pai de:

Os irmãos Nunes de Souza, pioneiros em Penápolis-SP, estudados na página inicial deste site.

5 irmãos Nunes de Souza se casaram com 5 irmãos Monteiro de Araújo.

O Lincoln passou-me, no meu aniversário, 25 maio 2015, nossa origem em Portugal e em São Paulo:

Um assento de batizado de uma tia que esclarece os Rodrigues da Costa:

Batismo em Itaveraba-MG

ana luisa do es

==

a

a

Leia aqui sobre os antepassados de Joaquim José Rodrigues de Souza, esposo de CUSTÓDIA NUNES, neta da MADRINHA DA SERRA.

Januário José de Souza, filho de FRANCISCO DE SOUZA TEIXEIRA e ROSA MARIA DE JESUS, veio de Carijós, (Conselheiro Lafaiete-MG), passou por Piui-MG, junto com  o Antônio Alves de Guimarães, junto com os Rodrigues da Costa, e, foi para Franca-SP, por volta de 1803, onde Januário José de Souza foi vereador e juiz.

Foi proprietário da Fazenda do Cristal.

Muito rico, respeitado e culto em Franca-SP, foi também dos primeiros vereadores  lá, quando vereador eram poucos e eram importantes.

Tem Fazenda Cristal dos Nunes, Cristal dos Valim, Cristal dos Souza e Cristal dos Garcia Lopes.  Fica na região de Cristais Paulistas divisa com Franca-SP até Jeriquara-SP.

JANUÁRIO José de Souza faleceu, em Franca-SP, em 1827.

Na fotografia abaixo aparece um texto escrito pelas mãos do  JANUÁRIO JOSÉ DE SOUZA:

Está no Arquivo Municipal de Franca-SP;

No inventário da primeira mulher do Januário Garcia leal Sobrinho, (sobrinho do 7 orelhas), que foi para o Mato Grosso do Sul, sendo um dos fundadores de Santana do Paranaíba-MS, (junto com alguns filhos do Januário José de Souza), tem um despacho do juiz, nosso amado avô JANUÁRIO JOSÉ DE SOUZA.

Que orgulho deste nosso avô!

Seu filho de nome Januário José de Souza foi, com os Garcia Leal, e com outras famílias francanas,  pioneiros no Bolsão (Santana do Paranaíba-MS). Achei inventário deste tio nosso, nele há preocupação dos herdeiros de não desmembrarem as famílias dos escravos.

Um filho do JANUÁRIO JOSÉ DE SOUZA,,, o vovô JOÃO JOSÉ DE SOUZA COSTA foi casado com MARIANA CANDIDA DA TRINDADE (sua prima) e  teve o filho Joaquim José de Souza  que se casou na família da MADRINHA DA SERRA.

JOÃO JOSÉ DE SOUZA COSTA  se casou com a Custódia Nunes, filha de Lauriana Esméria Ferreira e do Tenente Albino Nunes da Silva. Laurina é filha da Madrinha da Serra.

Aqui os 9 filhos do JOÃO JOSÉ DE SOUZA COSTA e sua esposa MARIANA CANDIDA DA TRINDADE.

Ele foi inventariado em Franca-SP, em 1875; eu fotografei o inventário no Arquivo de Franca:

– Maria Luisa, c/c José Nunes Ferreira (da família da Madrinha da Serra)

– João Antônio de Souza Costa

– JOAQUIM JOSÉ DE SOUZA, nosso avô casado com CUSTÓDIA NUNES.

– Ana Delfina da Trindade

– Tomázia, c/c Felizberto Bueno da Silva

– Mariana Cândida da Trindade (filha)

– José Justino de Souza

– Antônio José de Santa Ana

– Amélia c/c José de Paula Coelho

===

=

=

Este acento de batismo, em PIUMHI-MG, de um tio nosso, deu os nomes dos antepassados do vovô Antônio Rodrigues da Costa, parente próximo do inconfidente, mas não sabemos o que era do inconfidente:

José é irmão da vovó Mariana: Ai dá os avôs da vovó Mariana Cãndida da Trindade.

JOSÉ: “Aos vinte e oito dias do mês de maio de mil oitocentos e dois, batizei e pus os santos óleos a José parvolo, nascido a catorze do dito mês, filho legítimo de Antonio Rodrigues da Costa e Maria da trindade, neto pela parte paterna do guarda-mor Antonio Rodrigues da Costa, natural da Freguesia de Queluz e de Catarina Rosa de São José digo de Jesus natural da Freguesia de Itaverava e pela materna de Luis de França Pereira natural de Portugal, e de Ana Joaquina da Assunção, natural da Freguesia da Cachoeira do Campo. Foram padrinhos o capitão-mor José Rodrigues da Costa solteiro e Ana Rosa de São José, casada com Francisco José de Souza, todos desta freguesia. Para constar fiz este acento”.  O vigário Vicente Inácio da Costa.

=

=-

Casamento, em Franca-SP, de João José de Souza Costa, filho de Januário José de Souza, com sua prima Mariana Cândida da Trindade.

João e Mariana são os pais de Joaquim José Rodrigues de Souza c/c Custódia Nunes, neta da Madrinha da Serra.

=

PROJETO COMPARTILHAR

Coordenação: Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira

www.projetocompartilhar.org

S.L. 2º, 186 – N1 -Fernando Dias Paes, que tinha ficado na Ilha da Madeira em companhia de seus avós quando partiu seu pai para S. Vicente, mais tarde também passou a morar nesta vila onde casou-se 1.º com Helena Teixeira e 2.ª vez com sua sobrinha Lucrecia Leme, f.ª de Braz Teves e de Leonor Leme n.° 2 adiante. Teve:

Da 1.ª mulher Helena Teixeira 3 f.°s que, segundo escreveu Pedro Taques, foram para a Bahia, a chamado de um parente de grande respeito e tratamento, e são:

Cap. 1 ° Francisco Teixeira

Cap. 2.° Vicente Teixeira

Cap. 3.° Antonio Teixeira, que casou na Bahia e deixou uma f.ª que também casou na mesma cidade e deixou grande geração.

Da 2.ª mulher Lucrecia Leme deixou os f.ºs descritos no Cap. 5.° do n.° 2 adiante.

 

fls. 442, Cap 5- Fernando Dias Paes faleceu com testamento em 1605 em S. Paulo e sua mulher Lucrecia Leme com testamento em 1645. Teve (C. O. de S. Paulo):

1-1 Izabel Paes § 1.º

1-2 Leonor Leme § 2.º

1-3 Fernão Dias Paes Leme § 3.º

1-4 Maria Leme § 4.º

1-5 Pedro Dias Paes Leme § 5.°

1-6 Luzia Leme § 6.º

1-7 Luiz Dias Leme § 7.º

 

Teve também uma f.ª bastarda: 1-8 Suzana Dias, que foi mãe de 2-1 Simôa Fernandes, casada com Diogo Penedo ; desta descendeu 3-1 Maria Pedroso, que foi casada com o capitão Manoel Themudo, que foram pais de 4-1 Maria de Faria casada em 1668 com seu parente Manoel João de Quebedos. (C. Ec. de S. Paulo, dispensas matrimoniais).

 

Subsídios à Genealogia Paulistana (Regina Junqueira)

1 Izabel Paes, nascida por 1578

2 Leonor Leme, nascida por 1573.

3 Fernão Dias Paes Leme, nascido por 1576

4 Maria Leme, nascida por 1578

5 Pedro Dias Paes Leme, nascido por 1578

6 Luzia Leme, nascido por 1587

7 Luiz Dias Leme, nascido por 1590

Nada consta no testamento e inventário sobre a filha bastarda. Seria ela filha do filho homonimo ?????

Nota: inventários SAESP, neste site, de:

Lucrecia Leme,  vol. 14

Maria Leme, vol. 13

Pedro Dias, vol. 9

Luzia Leme, vol. 15

FERNÃO DIAS

Inventário e Testamento

Vol 1, fls 397

Data: 11-10-1605

Local: Sitio dos Pinheiros

Provedor Mor dos Órfãos: Francisco Sotil de Siqueira

Declarante: Lucrecia Leme, a viúva

Avaliadores: Álvaro Neto e Pascoal Leite

(Nota: esse inventário não segue o procedimento oficial dos demais, porque Lucrecia Leme pede a “proteção” do Provedor Mor dos órfãos, passando a seu pedido ao largo do juiz de órfãos e avaliadores oficiais)

Lucrécia Leme, seis dias após a morte de Fernão Dias, pediu a Francisco Sotil que não deixe ninguém se entender com ela até que ele mesmo volte da viagem que estava para fazer às minas, no que é atendida por despacho que Francisco Sotil passa ao juiz de órfãos, proibindo qualquer um de se entender com a viúva porque ele chamou a si as partilhas de que se trata.

Também os avaliadores não são os oficiais, mas dois vizinhos, Álvaro Neto e Pascoal Leite, e é a própria viúva que pede a Francisco Sotil que ambos sejam chamados a prestar juramento. No que é atendida.

FILHOS DO PRIMEIRO MATRIMONIO

1- Francisco Teixeira, falecido, que dizem ter uma filha na Ilha da Madeira ou onde estiver

2- Vicente Teixeira, dizem estar em salvador na Bahia

3- Antonio Teixeira, morador em São Paulo

FILHOS DO SEGUNDO MATRIMONIO

4- Leonor Leme, 32 anos, mulher de Simão Borges

5- Fernão Dias, 29 anos

6- Maria Leme, 27 anos, mulher de Manoel João

7- Izabel Paes, 27 anos, mulher de José Serrão, morador no Rio de Janeiro

8- Pero Dias, 27 anos

9- Luzia Fernandes, 18 anos solteira

10- Luiz, 15 anos

BENS DE RAIZ

– Casas na vila de São Paulo partindo com Gonçalo Pires e Simão Borges avaliadas em 20$000

– Casa no sitio de Pinheiros avaliadas em 16$000

– Meia légua de terra dos pinheiros para a vila partindo com os padres da Companhia e Diogo Lopes, compradas a Antonio de Siqueira

– 300 braças além Jeribatiba partindo com Afonso Sardinha e Vicente Bicudo

– Terras vizinhas às acima, compradas da mulher de André de Burgos

– Casas por acabar na vila vizinhas a Mateus Leme e com a rua do Concelho

FAZENDA

Gado, criação de porcos, um cavalo velho

6 cadeiras, caixas

Trem de cozinha

Ferramentas

Roupas de uso e de casa

Roças de mantimentos

PEÇAS: 12 escravas e 5 forros, todos do gentio da terra

DIVIDAS PASSIVAS

Belchior da Costa

Fernão Marques, tecelão

Manoel João, genro

CITADOS PARA PARTILHAS

11-10-1605

– Lucrecia Leme e sua filha Luzia Fernandes

– Simão Borges e sua mulher Leonor Leme

– Fernão Dias

– Antonio Teixeira

– Pero Dias

– Luiz Dias

– Manoel João e sua mulher Maria Leme

TESTAMENTO

Jesus Maria

Em nome de Deus e da Santíssima Trindade Padre e Filho e Espírito Santo três pessoas e um só Deus Todo Poderoso que de todos é o verdadeiro remédio e salvação e da Santíssima Virgem gloriosa Maria Nossa Senhora sua Mãe e advogada nossa diante do mesmo Deus.

Saibam todos quantos esta cédula de testamento virem como no ano do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo de mil seiscentos e um anos em os treze dias do mês de dezembro da sobredita era no termo desta vila de São Paulo aonde chamam os Pinheiros nas minhas casas e moradas de mim Fernão Dias estando eu são com todos os cinco sentidos que Deus Nosso senhor me deu achei que para bem da minha alma é bem fazer este testamento não sabendo  não sabendo o tempo nem hora em que o mesmo Deus é servido levar-me desta presente vida para o qual efeito todo o fiel cristão é necessário estar aparelhado.

Primeiramente encomendo minha alma ( a Deus, à Virgem ao todos os santos e santas)

Digo que sou casado com Lucrecia Leme minha mulher da qual tenho sete filhos a saber quatro fêmeas e três machos e porque fui primeiro casado com Helena Teixeira da qual ao tempo de seu falecimento ficaram três filhos e uma filha a qual filha dahi a um ano faleceu e ficaram os machos a saber Francisco, Vicente e Antonio os quais Francisco e Vicente se foram a Bahia e o Francisco se casou lá e de sua mulher houve uma filha e ele faleceu a qual filha depois se casou ao qual meu filho lhe mandei daqui a conta de sua legítima de sua mãe dez cruzados por estar preso dos quais tenho quitação e sua filha depois de casada seu marido mandou procuração a André Pires dos Santos que Deus tenha em gloria para de mim arrecadar a mais legitima a conta da qual lhe dei quinze cruzados em quinze caixas de marmelada/ e o Vicente vindo aqui a esta capitania haverá dois anos em companhia de Antonio de Caldas sobrinho de Baltazar Ferraz lhe dei dez cruzados a conta de sua legitima em dez caixas de marmelada e cinco cruzados em um porco salgado e tornando-se para a Bahia lhe dei outro porco salgado que valia outros cinco cruzados e quatro caixas de marmelada em outros quatro para que os desse a Dom Inocêncio Ferreira no Rio de Janeiro o que tenho para mim não lho dar e leva-lo porque eu escrevi duas ou três vezes ao padre Dom Inocêncio que me escrevesse se lhe fora dado e não me respondeu no que me parece não lho dar e mostrar como lho deu se lhe levará em conta e se não fique à conta de sua legitima e se ele tornar da Bahia buscar sua legitima que a ele couber por minha morte será necessário para a que lhe coube de sua mãe trazer certidão da Vila de São Vicente do que se lhe cabe de legitima. E quanto ao Antonio eu lhe tenho pago sua legitima como parecerá na quitação e porque eu como seu curador tirei dois instrumentos de Gaspar Nabo ouvidor por certa … que lhe queria fazer os quais instrumentos … que mais foi a eles necessários e outras coisas como se verá por certidões que tenho dos tabeliães Antonio Rodrigues e Belchior da Costa nas quais se montam perto de vinte cruzados os quais se lhe descontarão da legitima que lhe couber por meu falecimento porque ele nunca mos pagou.

Declaro que por morte e falecimento da primeira minha mulher ficaram roças de que eu fiz farinha conteúda no inventario da qual meus filhos não têm mais que a quinta parte dela porque a metade era minha e da sua ametade era minha e da sua ametade tenho eu a outra metade porque eu fiz sem seu ajutório e também ficaram duas canoas uma maior que a outra as quais serviram eles e a mim e quando vim para esta vila vendi a mais pequena segundo minha lembrança por três cruzados e a outra se gastou.

Devo à fazenda de Luiz Fernandes de Brum uma pataca a qual não tenho paga por não haver quem arrecade sua fazenda.

E quando Nosso senhor for servido levar-me da vida presente deixo minha mulher Lucrecia leme por minha testamenteira e curadora de meus filhos a qual se entregará tudo quanto por minha morte ficar, dando ela fiança boa e abonada para em todo o tempo entregar o que a meus filhos couber e de sua mão quero que hajam cada um a sua legítima e nenhuma coisa minha se venderá em pregão senão aquilo que ela quiser que se venda e outra coisa nenhuma não e mando que de minha terça me dirão vinte missas rezadas as quais se dirão por diversos padres para que logo sejam ditas e das primeiras … seja cantada com oferta que a dita minha mulher parecer e como forem ditas as pagarão e se poderão dizer algumas em Nossa Senhora do Carmo  e o restante delas deixo a minha mulher e rogo a todas as justiças que … todo e por todo a favoreçam porque ela o merece e porque esta é minha ultima vontade pelo bom tratamento que por sua virtude sempre me fez o que se entenderá não se …

Declaro que haverá pouco mais de dois anos que … minha filha Isabel Paes com José Serrão … dar-lhe perto de quinhentos cruzados da maneira seguinte/ a saber cento e cincoenta cruzados em dinheiro e cento em três peças duas fêmeas e um macho a saber Antonia que houve de João Fernandes havia muito pouco tempo por trinta cruzados / outra que havia cinco ou seis meses que houve de Gaspar Collaço por quarenta cruzados em dinheiro / outro rapaz por nome Luiz que logo vendeu a Pedro Taques por onze mil réis / outrossim lhe dei vinte e três cabeças de gado vacum a saber doze vacas com onze filhos e filhas a saber sete fêmeas e quatro machos pela qual criação meu genro Manoel João lhe dava por ela vinte cruzados e as vacas valiam três cruzados e meio / mais uma égua mansa com um poltro pela qual me davam quinze cruzados e mais lhe dei tres porcos cevados que valiam doze cruzados e mais tres porcas e outras bacorras que seriam dez ou doze cabeças que bem valiam quinze cruzados e assim mais lhe dei uma saia de Londres florentino e um gibão de tafetá que valiam vinte e cinco cruzados mais lhe dei dois calçados a saber dois pares de botinas e uns chapins / um manto de sarja de nove côvados que custou dezoito cruzados e mais cinco côvados de baeta roxa que custou cinco mil reis um chapeu que custou quatro cruzados um cobertor de papa novo que custou dez cruzados um anel de ouro que custou trs / quatorze mil reis mais em carnes de porco salgadas por um lanço de casa que … pude fazer / mais lhe dei mandioca que comeu dois anos ele e sua mulher e suas peças … criação de porcos que ao menos podia valer cincoenta cruzados e porque de todas essas coisas que lhe dei em casamento delas não me quis dar quitação e se foi da capitania e ele é obrigado a tornar por minha morte ao monte o que mais leva … e lhe cabe fiz esta declaração para que se saiba o que levou para meus filhos fiquem todos iguais em suas legitimas.

E porque detraz deste testamento falo que vendi uma canoa que ficara da outra mulher lembro-me que a houve em companhia de Lucrecia Leme  pela qual razão não se faça caso de uma e nem da outra.

Declara que se lembrar de mais alguma fará um rol, que confrade de N. Sra de (Itanhaem, que deu mais a José Serrão seis bacias de estanho e mais uma toalha com quetro Guardanapo.

Feito pelo genro Simão Borges em 13-12-1601, assinado por Simão Borges e Fernão Dias.

No mesmo dia Fernão Dias leva o testamento na casa do tabelião Belchior da Costa, e faz a entrega com as testemunhas José de Camargo, Francisco Dias Pinto, Francisco de leão, João de Santa Ana e Antonio Carrilho.

Faz um codicilio determinando que os tapioâes deveriam ficar com a mulher. Declara que deu uma roupeta para que o filho Antonio Teixeira pagasse os serviços de um índio que veio com ele do sertão trazendo um prisioneiro, e mais carnes quando ele foi com Saavedra. Deixa também à mulher os índios da roça, e pede que não entrem em partilhas e finalmente pede que “em tudo favoreça a dita minha mulher Lucrecia Leme mais que aos próprios … filhos e por assim ser minha vontade roguei a meu genro Simão Borges que este por mim fizesse e assinasse como testemunha com Aleixo Leme que de presente estava em São Paulo digo nos Pinheiros … dias do mês … de mil sescentos e cinco anos”

 

Nota: Fernão Dias estava doente em uma rede

 

CUMPRA-SE: 17-3-1605

Fl 420: citação de José Serrão e Isabel Paes na cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. José Serrão se dá por citado mas diz que “a ele não deram casamento algum que nem porisso queria herdar nem sua mulher” e desistiam de todo direito à herança.

12-4-1606 – Citação de Manoel Branco por si e por Antonio Teixeira de quem era procurador. Respondeu que estava indo para o Rio de Janeiro e que se fizessem partilhas em sua ausência seriam nulas. Também era procurador do cunhado Vicente Teixeira que estava na Bahia. No entanto desiste de ser procurador de Vicente.

PETIÇÃO

Lucrecia Leme pede que se dê a ela a parte da filha do finado Francisco Teixeira, porque a órfã estava na Ilha da Madeira e não tinha a quem entregar.

MONTE MOR: 313$780

Para a viúva: 209$180 (meação mais terça)

A cada herdeiro: 10$460

Seguem as quitações de Antonio Teixeira, Fernão Dias e sua mulher Catarina Camacha, Pedro Dias, e das missas.

Fiadores de Lucrecia: Aleixo e Pedro Leme

=

Estes são os Souza Teixeira mais antigos que encontramos mas não sabemos ainda a ligação deles com JANUÁRIO JOSÉ DE SOUZA, cujo pai era Souza Teixeira.

Manoel De Souza TeixeiraBrazil Marriages, 1730-1955
birth: Angra, Portugal
parents: Domingos De Souza, Maria Teixeira
spouse: Roza Maria Cabral Fernandes
marriage: 30 Jun 1748 — Nossa Senhora Da Assunção, Mariana, Minas Gerais, Brazil
 
record title: Brazil Marriages, 1730-1955
groom’s name: Manoel De Souza Teixeira
groom’s birthplace: Angra, Portugal
bride’s name: Roza Maria Cabral Fernandes
marriage date: 30 Jun 1748
marriage place: Nossa Senhora Da Assunção, Mariana, Minas Gerais, Brazil
groom’s father’s name: Domingos De Souza
groom’s mother’s name: Maria Teixeira
bride’s father’s name: Domingos Antonio Fernandes
bride’s mother’s name: Felippe Cabral
indexing project (batch) number: M02003-0
system origin: Brazil-EASy
source film number: 1284525

OUTROS RODRIGUES DA COSTA que não são os nossos:

Nosso tronco provavelmente é esses, embora existam muitos homônimos: Descobri antigos Rodrigues da Costa na Ilha Terceira também:

F
Nome: Manoel Rodrigues da Costa, Capitão
Data Nascimento: séc. XVIII
Sexo: Masculino
Informações:
Natural de Capela de Nossa Senhora da Conceição de Ibitipoca, Freguesia da Borda do Campo (atual Borda do Campo, MG). Casado com Joanna Thereza de Jesus, de quem teve, dentre outros, o filho abaixo.Depois de casado, morou em companhia do sogro, na Vila Real de Queluz, (atual Conselheiro Lafaiete, MG), tendo tropa que conduzia cargas do Rio de Janeiro para as Minas.Estabeleceu-se mais tarde, com casa de negócios de fazendas e outros artigos, no Registro Velho da Borda do Campo, onde provavelmente faleceu. (cf. Almeida, Esboço genealógico, p. 158-159)
Nome: Miguel Rodrigues da Costa
Data Nascimento: séc. XVIII
Sexo: Masculino
Informações:
Natural da Freguesia de São Miguel das Marinhas, arcebispado de Braga (Portugal).Transferindo-se para o Brasil, já casado com Ignacia Pires, de quem teve o filho abaixo, obteve, em 1798, carta de sesmaria de meia légua em quadra na paragem de Boa Vista, aplicação de Ibitipoca, termo da Vila de Barbacena (terras hoje pertencentes à cidade de Lima Duarte, MG). (cf. Almeida, Esboço genealógico, p. 158-160)

=

Anúncios

19 Respostas to “2- Famílias de Minas Gerais, os “”Rodrigues da Costa”” e os “Souza Teixeira” do Januário José de Souza e do José Rodrigues da Costa – Pioneiros e Desbravadores de Franca-SP, com muitos netos casados na Família da MADRINHA DA SERRA”

  1. VAULDIR COSTA ANUNCIATO Says:

    SERÁ QUE MEU AVÔ OU MINHA AVÓ TINHAM LIGAÇÃO DIRETA COM PORTUGUESES?

    ELA NASCEU NAS MINAS GERAIS E CHAMAVA-SE JOANA RODRIGUES DA COSTA E CASOU COM MEU AVÔ PEDRO RODRIGUES DA COSTA UM TIPO BUGRE

    ELES TENDO PARENTES NA CIDADE DE PATROCINIO PERTO DO TRIÂNGULO MINEIRO.

    UM ABRAÇO.
    VAULDIR COSTA ANUNCIATO
    OSASCO-SP

    • capitaodomingos Says:

      as melhores familias se casavam sempre nas melhores familias.
      isso de vovó pega no laço é fantasia romântica.
      Rodrigues da Costa são muito antigos com muitos homonimos.

  2. Vinícius Says:

    Sou descendente do casal Miguel Rodrigues da Costa e Ignácia Pires, pelo filho João Rodrigues da Costa, casado com Felícia Maria da Fonseca. Parece haver um engano, pois Miguel e Ignácia não vieram para o Brasil, faleceram em Portugal, somente quatro, de seus 10 filhos vieram ao Brasil!

    • rubenscamara Says:

      Prezado Vincius, descobri recentemente que sou descendente do Guarda-Mor Antonio Rodrigues da Costa e de sua mulher Catarina Rosa de Jesus, ele possivelmente descendente de de MIguel Rois Da Costa e Ignacia Pires. O casal, ao que me parece, viveu em Piui, MG. Poderia me informar se realmente essa minha hipótese se confirma. Obrigado antecipadamente. Rubens (se puder, favor responder para meu email: rubenscamara@yahoo.com.br)

      • GENEALOGIA SILVA OLIVEIRA UBERABA-MG FRANCA-SP MADRINHA DA SERRA Says:

        Aqui, a segunda Genealogia, vinda através de Antônio Rodrigues da Costa, o Filho:

        José Rodrigues da Costa, (c/c Antônia do Espírito Santo), é o pai de:

        Antônio Rodrigues da Costa, (c/c Catarina Rosa (Maria) de Jesus, é o pai de:

        Antônio Rodrigues da Costa o filho, (c/c Maria da Trindade), é o pai de:

        Mariana Cândida da Trindade, (c/c João José de Souza Costa, seu primo em primeiro grau), é a mãe de:

        Joaquim José Rodrigues de Souza, (c/c a neta da MADRINHA DA SERRA, a Custódia Nunes de Souza (de Jesus), é o pai de:

        Os irmãos Nunes de Souza, pioneiros em Penápolis-SP, estudados na página inicial deste site.

        5 irmãos Nunes de Souza se casaram com 5 irmãos Monteiro de Araújo.

      • GENEALOGIA SILVA OLIVEIRA UBERABA-MG FRANCA-SP MADRINHA DA SERRA Says:

        leia mais em https://madrinhadaserra.com/familias-rodrigues-da-costa-e-de-januario-jose-de-souza/

      • zarco35 Says:

        Obrigado.

      • rubenscamara Says:

        Vinicius, em recente consulta aos autos de habilitação sacerdotal (“De Genere et Moribus”) do padre Silvestre Rodrigues da Costa e a outros assentos, como o do batismo de Roza (em Itaverava) e José (em Piui), reproduzidos neste site, consegui esclarecer minha ascendência pelo lado dos Rodrigues da Costa que estava confusa, em razão desse sobrenome ser muito recorrente e haver vários ramos diferentes.

        Então, minha ascendência ficou assim:

        (começo pelo meu trisavô, que era natural de Piui:)

        1.- Francisco Xavier Gularte, nascido em 1790, em Piui. Foi casado com Leonor da Assumpção (Gonçalves de Mello), em Piui aos 19 de junho de 1823.

        Pais Francisco Xavier Gularte (Filho)
        2. Francisco Xavier Gularte, nascido por volta de 1760, em Piui ou Prados (ainda não consegui avançar nesse ramo- FIM DE LINHA). Casado por volta de 1780 em Piui com

        3.- Rosa Joaquina de São José (ou de Jesus, em alguns assentos), nascida aos 20 de Novembro de 1766, em Itaverava, batizada na Matriz de Santo Antônio de Ouro Branco

        Pais de Rosa
        6.- Guarda-Mor Antônio Rodrigues da Costa, nascido por volta de 1740 em Queluz (Conselheiro Lafaiete), casado por volta de 1764 com
        7.- Catarina Rosa Maria, nascida por volta de 1745, em Itaverava

        Avós paternos de Rosa
        12.- Capitão José Rodrigues da Costa, nascido por volta de 1717 na freguesia de São Bartolomeu de Xarneca, Patriarcado de Lisboa, casado com
        13.- Antônia do Espirito Santo, nascida por volta de 1718, na freguesia da Candelária, Rio de Janeiro.

        Avós maternos de Rosa
        14.- Jorge Arude, nascido por volta de 1710/15, no Reino da Grécia, cidade de Tessalônica, Freguesia de Santo Atanásio, casado com
        15.- Beatriz Pinheiro da Guerra, nascida por volta de 1720, na Vila de Santos

        Bisavós paternos de Rosa
        24.- Antônio Rodrigues, nascido por volta de 1680/85, na freguesia de São Bartolomeu de Xarneca, Patriarcado de Lisboa, casado com
        25.- Ana Maria (da Costa?), nascida por volta de 1685/90, na Freguesia dos Olivais ou Santa Engrácia, Patriarcado de Lisboa
        26.- Matheus Pereira Dutra, nascido por volta de 1680/5, na Freguesia de São Salvador, Vila de Horta, Bispado de Angra, Ilha do Faial, casado com
        27.- Ana da Silva Pinheiro, nascida por volta de 1690, na Freguesia da Candelária ou da Sé, Rio de Janeiro.

        Espero, com esses dados, esclarecer alguma dúvida, pois ao que me parece no site também não está muito clara a ascendência dos seus Rodrigues da Costa.
        Saudações,
        Rubens R. Câmara

      • GENEALOGIA SILVA OLIVEIRA UBERABA-MG FRANCA-SP MADRINHA DA SERRA Says:

        Obrigado.

    • Rubens R. Câmara Says:

      Vinicius, em recente consulta aos autos de habilitação sacerdotal (“De Genere et Moribus”) do padre Silvestre Rodrigues da Costa e a outros assentos, como o do batismo de Roza (em Itaverava) e José (em Piui), reproduzidos neste site, consegui esclarecer minha ascendência pelo lado dos Rodrigues da Costa que estava confusa, em razão desse sobrenome ser muito recorrente e haver vários ramos diferentes.

      Então, minha ascendência ficou assim:

      (começo pelo meu trisavô, que era natural de Piui:)

      1.- Francisco Xavier Gularte, nascido em 1790, em Piui. Foi casado com Leonor da Assumpção (Gonçalves de Mello), em Piui aos 19 de junho de 1823.

      Pais Francisco Xavier Gularte (Filho)
      2. Francisco Xavier Gularte, nascido por volta de 1760, em Piui ou Prados (ainda não consegui avançar nesse ramo- FIM DE LINHA). Casado por volta de 1780 em Piui com

      3.- Rosa Joaquina de São José (ou de Jesus, em alguns assentos), nascida aos 20 de Novembro de 1766, em Itaverava, batizada na Matriz de Santo Antônio de Ouro Branco

      Pais de Rosa
      6.- Guarda-Mor Antônio Rodrigues da Costa, nascido por volta de 1740 em Queluz (Conselheiro Lafaiete), casado por volta de 1764 com
      7.- Catarina Rosa Maria, nascida por volta de 1745, em Itaverava

      Avós paternos de Rosa
      12.- Capitão José Rodrigues da Costa, nascido por volta de 1717 na freguesia de São Bartolomeu de Xarneca, Patriarcado de Lisboa, casado com
      13.- Antônia do Espirito Santo, nascida por volta de 1718, na freguesia da Candelária, Rio de Janeiro.

      Avós maternos de Rosa
      14.- Jorge Arude, nascido por volta de 1710/15, no Reino da Grécia, cidade de Tessalônica, Freguesia de Santo Atanásio, casado com
      15.- Beatriz Pinheiro da Guerra, nascida por volta de 1720, na Vila de Santos

      Bisavós paternos de Rosa
      24.- Antônio Rodrigues, nascido por volta de 1680/85, na freguesia de São Bartolomeu de Xarneca, Patriarcado de Lisboa, casado com
      25.- Ana Maria (da Costa?), nascida por volta de 1685/90, na Freguesia dos Olivais ou Santa Engrácia, Patriarcado de Lisboa
      26.- Matheus Pereira Dutra, nascido por volta de 1680/5, na Freguesia de São Salvador, Vila de Horta, Bispado de Angra, Ilha do Faial, casado com
      27.- Ana da Silva Pinheiro, nascida por volta de 1690, na Freguesia da Candelária ou da Sé, Rio de Janeiro.

      Espero, com esses dados, esclarecer alguma dúvida, pois ao que me parece no site também não está muito clara a ascendência dos seus Rodrigues da Costa.
      Saudações,
      Rubens R. Câmara

  3. zelia lucas do espirito santo Says:

    Sou de Miguel Rodrigues ,hoje pertence Diogo de Vasconcelos MG mas foi fundado em 1845 por Miguel Rodrigues Bragança da tropa de Bartolomeu Bueno tenho muita vontade de conhecer mais sobre a minha comunidade a qual pertenceu a mariana a 52 anos atrás e tem como Padroeira Imaculada Conceição.

  4. Rogério Lima Teixeira Says:

    Caro Paulo,

    Graças a seu site e outras informações da Internet, consegui montar uma árvore bastante significativa chegando próximo a era de Cristo, porém não sei confirmar se toda ela está certa. Partindo do lado da Vó Eulina (minha triavó). Porém, estou querendo agora montar o lado do meu pai, porém as informações que tenho são poucas, apenas sei que é a familia Teixeira que veio da região de Piumnhi para o município de Uberaba por volta de 1910 em diante. Você tem alguma informação sobre esta família?

    Um abraço,

    Rogério Lima Teixeira

    • GENEALOGIA SILVA OLIVEIRA UBERABA-MG FRANCA-SP MADRINHA DA SERRA Says:

      Manda sua arvore aqui pro site. a genealogia de eulina é imensa. há muitas páginas aqui sobre os antepassados dela. monte arvore em myheritage.com você é filho de quem? e aqui também tem uma página muito acessada para fazer genealogia chama-se certidões de batismo casamento… em uberaba tem muito teixeira alguns estão nas paginas aqui da familia silva e oliveira. o principal é joão quintino teixeira. vou mandar mais uma resposta com o link que ensina a pesquisar. pegue batismo nascimento casamento e obito de seu pai é assim que se começa.

    • GENEALOGIA SILVA OLIVEIRA UBERABA-MG FRANCA-SP MADRINHA DA SERRA Says:

      leia tudinho http://capitaodomingos.com/0-0-certidoes-so-com-certidoes-temos-certeza/

  5. Alberto Duque Bellote Says:

    Tenho montado minha arvore genealogica e consegui chegar ao meu antepassado “Miguel Felicio Rodrigues da Costa” e sua esposa “Rozalina Candida de Jesus” da cidade de Rio Preto – MG
    Teriam alguma informação a mais que posam me ajudar dos parentes ateriores.Grato

    • Renata Costa Says:

      Estou também procurando antepassados e gostaria de saber se Miguel e Rozalina tiveram um filho chamado Manoel Francisco da Costa e netas com nome de Alda, Nilza, Elizabeth e Maria Luiza? pois os nomes e a região soa famíliar para a minha mãe Alda. Obrigada!

  6. Emanuel da Costa Luz Says:

    Ola meu triavô se chamava João da costa luz, mineiro nascido por volta de 1840 na região entre ouro fino de poço de caldas, meu bisavô dizia que eram tropeiros e criadores de mulas. E meu triavô e seus irmão povoaram a região do vale do Paranapanema em São Paulo.

  7. Soraya Says:

    Ola meu avo era aristides rodrigues da costa, acredito que descendentes dos rodrigues da costa que foram pra regiao do mato grosso morou la por muito tempo mas terminou sua vida em MG

  8. Agnaldo Says:

    Sou Agnaldo José Rodrigues da costa de Barbacena Minas Gerais. Será que venho desta família ai

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: